StorieSVESVE In Accoglienza

L’esperienza di Filipa. Una portoghese in Italia

Nel 2018 è nata una nuova opportunità in Piemonte, di sviluppo e crecita per i giovani Europei e per il territorio e la comunità locale, grazie al  Servizio Volontario Europeo.

Quest’estate Petra dalla Croazia e Filipa dal Portogallo hanno collaborato con la summer school “Banca del Fare” dell’ Associzione Parco Culturale Alta Langa. Ecco qua il racconto dell’esperienzia di Filipa.

Time sometimes flies incredibly fast, and in a blink of an eye, 6 months of European Voluntary Service passed by. It was an experience that changed my life, although this expression seems a cliché, is really true. This gave me wings to fly and to go and meet what’s outside of our bubble.

After 6 months, I can say that I met people from all over that came from very different backgrounds than mine and that became my friends. Although we all come from different cultures, we are much more alike than what we think and that is wonderful!

During these months I had the chance to immerge on the Italian culture, to learn a new language and I also learned how to speak with my hands, an act that comes out naturally after being surrounded by Italians every day. I learned how to appreciate their gastronomy, a thing that is not hard to achieve and that is noticeable in the majority of volunteers that I met, who complain they gained a few pounds!

Certainly, these extra pounds are the result of all the luggage we acquired after an experience like this. A luggage full of knowledge, experiences, trips and many stories to tell!

I would like to thank to all the associations involved: to Parco Culturale Alta Langa – Banca del Fare, where I learned how to build with natural and sustainable materials, where I learned how to live in a community and doing team work and all the extras such as the Italian recipes (and getting addicted on the delicious gelati and baci di dama and of course to all the pizzas that we would eat straight out of the oven), on being with my friends around the bonfire, on enjoying the events the association provided to the locals, on how to live in Turin but mainly in the middle of Nature and from where I take most of my best “foreign” friends! I would also like to thank to Associazzione Eufemia for the welcoming and to always trying to change the world with their initiatives such as Pane in Comune, and in the end to Casa da Juventude de Amarante for giving me this opportunity and for always taking care of the well-being of their volunteers.

A big Thank You to all that crossed my path during this time and to my family for the support! The best part is that this volunteer work opened doors to the working world and in 2019 I will be there again (in Italy)!

Texto em PT

O tempo às vezes passa muito depressa e assim se passaram, num abrir e fechar de olhos, 6 meses de Serviço Voluntário Europeu. Foi uma experiência que mudou a minha vida, por mais cliché que seja esta expressão, é mesmo verdade! Deu-me asas para voar e conhecer o que há lá fora.

Ao fim de 6 meses posso dizer que conheci gente de todo o lado vinda de realidades muito diferentes da minha e que se tornaram minhas amigas! Somos mesmo mais parecidos do que aquilo que pensamos apesar das diferenças culturais, e isso é maravilhoso.

Ao longo destes meses tive a oportunidade de imergir na cultura Italiana, aprendi uma nova língua e também aprendi a falar com as mãos, um ato que surge naturalmente depois de conviver com italianos todos os dias! Aprendi a apreciar a sua gastronomia, coisa que também não é difícil e que se nota na maioria dos voluntários que conheci que se queixam de ter ganho alguns quilos a mais!

Com toda a certeza, estes quilos a mais devem-se também à bagagem com que ficamos depois de uma experiência como esta. Bagagem esta cheia de conhecimento, de experiências, viagens e muitas histórias para contar!

Gostaria de agradecer às associações envolvidas: Parco Culturale Alta Langa – Banca del Fare, onde aprendi a construir com materiais naturais e sustentáveis, onde aprendi a viver em comunidade e a trabalhar em equipa e todos os outros extras como receitas italianas (e a ser viciada nos maravilhosos gelati e baci di dama e claro nas pizzas acabadas de sair do forno), a estar com os amigos em torno da fogueira, a disfrutar dos eventos que a associação proporcionava aos habitantes locais, a viver em Turim e sobretudo no meio da Natureza e de onde levo a maioria dos meus melhores amigos “estrangeiros”! Gostaria também de agradecer à Associazione Eufemia pelo acolhimento e por tentarem sempre lutar por um mundo melhor através das suas iniciativas como o Pane in Comune e por fim à Casa da Juventude de Amarante por me terem proporcionado esta oportunidade e por se preocuparem sempre com o bem-estar dos seus voluntários.

Um muito obrigada a todos os que se cruzaram comigo neste voluntariado e à minha família por me apoiar sempre! O melhor é que este voluntariado me abriu as portas para o mundo laboral e em 2019 lá estarei outra vez (em Itália)!